Associação Terra Sintrópica

Associação Terra Sintrópica is located in Mértola, a town in southeastern Alentejo with a semi-arid climate and high vulnerability to desertification and climate change. It is a region with a dry climate, with high summer temperatures and one of the regions most affected by drought in all of Europe, an aspect severely aggravated by all climate scenarios. With these conditions, it is not surprising that Mértola is among the regions of Europe most susceptible to desertification. The vulnerability described above, induces severe limitations not only to agricultural activity, but also to other economic activities, such as tourism, which is affected by climatic comfort, which leads to high economic weakness that accelerates migration and depopulation. This vicious circle of resource degradation and depopulation is difficult to break. And it is with this conjecture that the Associação Terra Sintrópica was born in November 2018. Despite these climatic limitations or perhaps because of its existence, Mértola is also a territory of resilience, creativity and high social capital. Values ​​intrinsic to this association that tries to transform these weaknesses into strengths and make this territory a territory-experience for new solutions.

Projects include a Nursery and Garden of Forgotten Varieties - horticultural varieties, herbaceous perennials, fruit trees and medicinal herbs used in the territory of Al-Andalus, including native species or species that have been introduced and disseminated since the Islamic period - and Forest Gardens - promotion of vegetable gardens in schools, according to the principles of syntropic agriculture, with the aim of promoting regenerative productive practices and a greater connection between future consumers and agroecological production.

Portuguese

Terra Sintrópica

A Associação Terra Sintrópica está localizada em Mértola, uma localidade do sudeste alentejano com clima semiárido e uma elevada vulnerabilidade à desertificação e alterações climáticas. É uma região de clima seco, com elevadas temperaturas estivais e uma das regiões mais afetadas pela seca em toda a Europa, aspeto severamente agravado por todos os cenários climáticos. Com estas condições, não é de estranhar que Mértola esteja entre as regiões da Europa com maior suscetibilidade à desertificação. A vulnerabilidade atrás descrita, induz limitações severas não só à atividade agrícola, mas também a outras atividades económicas, como o turismo, que é afetado pelo conforto climático, o que conduz a uma debilidade económica elevada que acelera a migração e despovoamento. Este círculo vicioso de degradação dos recursos e despovoamento, é difícil de contrariar. E é com esta conjectura que nasce a Associação Terra Sintrópica em novembro de 2018. Embora com estas limitações climáticas ou talvez, pela sua existência, Mértola é também um território de resiliência, de criatividade e de elevado capital social. Valores intrínsecos a esta associação que tenta transformar estas fraquezas em forças e fazer deste território um território-experiência para novas soluções.

Viveiro e Horto das Variedades Esquecidas - as variedades hortícolas, plantas perenes herbáceas, árvores frutíferas e ervas medicinais utilizadas no território do Al-Andaluz, incluindo espécies autóctones ou que foram introduzidas e disseminadas desde o período islâmico. Hortas Floresta, dinamização de hortas nas escolas, de acordo com os princípios da agricultura sintrópica, com o intuito de fomentar práticas produtivas regenerativas e uma maior ligação entre os futuros consumidores e a produção agroecológica.

Visit website
go back

Top

COORDINATOR
Dr. Sara Burbi - Centre for Agroecology, Water and Resilience - Coventry University, Ryton Gardens Campus, CV8 LG, UK
crossmenuarrow-up linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram